12.12.08

Fantasma


Gosto de você,
o som que produz,
o jeito com que olha para suas mãos no movimento das luzes piscantes,
o olhar que me faz quando pensa em algo em que não seja sobre nós,
o jeito com que encara seu mundo.
É fácil pensar que não há perigo,pois passou rápido em minha história como um vulto,
Gosto de você por que sei que fantasmas não partem corações.
(lápis de cor)
Postar um comentário